O coordenador do Sindicato da Industria Mineira lamenta e critica os candidatos a deputados por Beja de terem tirado o sector mineiro das suas agendas politicas. Luís Cavaco diz que isso é duplamente grave, por um lado “pela importância que o sector têm para a economia da região” e por outro “porque como qualquer sector também temos os nossos problemas que pelos vistos não interessam aos candidatos de todos os partidos”
O STIM considera estar “esquecido” da agenda dos candidatos pelo círculo de Beja às Legislativas.
Luís Cavaco, delegado do Sindicato da Indústria Mineira acusa os candidatos de “falarem da agricultura e de outros sectores e de esquecerem o sector mineiro”.
Em seu entender, “devia existir uma maior preocupação”, uma vez que na região existem duas minas “que são das empresas mais empregadoras do distrito, a Somincor e a Almina”.
Luís Cavaco relembra que “há quatro anos, todos os deputados com assento parlamentar opinaram sobre este sector, mas que nestas Legislativas pouco ou nada se tem falado” nestas Legislativas “ninguém se preocupou com este sector o que lamentamos profundamente.